04
Jan 06
Os trabalhos de construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Coruche, orçada em dez milhões de euros, iniciam-se em Janeiro e vão prevenir cheias no centro da vila, anunciou o mês passado a autarquia.
Segundo Dionísio Mendes, presidente da Câmara de Coruche, este projecto inclui a construção de um emissário que retira os esgotos pluviais do centro da cidade para aquele equipamento, prevenindo os riscos de cheia.
"Como a cota do centro histórico de Coruche é mais baixa que o rio, quando há cheias a água recua pelos esgotos pluviais", explicou o autarca, considerando que, com este investimento, o "processo de despoluição do rio Sorria será uma realidade".
"Coruche não tinha redes de drenagem e tratamento de esgotos", considerou o autarca, que espera ver a futura ETAR do Couço concretizada nos próximos anos.
Com os dois equipamentos, um na margem direita (Coruche) e outro na margem esquerda (Couço), o rio Sorraia ficará "definitivamente despoluído", explicou.
A construção da ETAR de Coruche é uma obra apoiada pelo Fundo de Coesão e faz parte dos investimentos efectuados no âmbito da Empresa Águas do Ribatejo, que integra a Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo (CULT).
publicado por sorraia.blog às 14:32

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Município de Coruche
cch.bmp
Museu Municipal de Coruche
logo_museu1.jpg
Município de Benavente
benavente.jpg
Farmácias de Serviço
farmacias.gif
pesquisar
 
blogs SAPO