17
Set 07
O imposto que incide sobre os lucros das empresas (derrama) no concelho de Coruche foi fixado pela assembleia municipal em 1,5 por cento, segundo novo cálculo do imposto, o que corresponde a cerca de seis por cento da anterior taxa (variava entre 0 e dez por cento). Em 2007 a taxa aplicada em Coruche foi de oito por cento.
A proposta foi aprovada com os votos dos vogais de PS e CDU. Apenas o PSD criticou a aplicação do limite máximo da taxa, mantendo “a tradição da CDU”. O vogal Francisco Gaspar considerou que essa é a pior situação para o concelho face a municípios vizinhos com taxas menores e melhores acessibilidades. “Em determinada altura reduziu-se de 10 para oito por cento a taxa da derrama e acreditamos que de futuro teremos de passar por aí”, salientou o vogal. Anunciando a abstenção do partido dado ser o primeiro de aplicação da nova fórmula.
Pelo PS, António Gomes rebateu os argumentos sociais-democratas recordando que, na prática, o município apenas vai contar com 65 por cento do anterior imposto com o novo cálculo. “Com mil euros de matéria colectável de uma empresa a câmara terá apenas uma receita de 20 euros”, exemplificou o vogal, para justificar a previsível quebra de receita.
O líder camarário, Dionísio Mendes (PS), lembrou ainda que dos 21 municípios do distrito, Coruche está entre os que tem mais baixa taxa de derrama e não foi por via desse número que mais empresas se instalaram no concelho.
( Fonte : Jornal O Mirante )
publicado por sorraia.blog às 11:47

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO