26
Jul 04
Vai para José Castel-Branco, essa grande figura portuguesa (agora que é loiro):
"... não gosto de coisinhas moles."

castel Branco.jpg


O ingrediente activo da Coca-Cola é o ácido fosfórico. O seu pH é 2,8. Dissolve um prego em cerca de 4 dias.
publicado por sorraia.blog às 03:14

LANCE.jpg

Terminada que está mais uma edição da Volta a França (amanhã já não se fazem diferenças) eis a vantagem de Lance Armstrong para:
- O 2º classificado: Andreas Kloden, 6:30 minutos
- O 5º classificado: José Azevedo, 15 minutos
- O 10º classificado: Oscar Pereiro, 23 minutos

E para o ano é a sétima...no fundo como o Schumacher!
publicado por sorraia.blog às 03:09

E assim vai o mundo...:

Segundo a edição de hoje do jornal "Público", a Assembleia da República pagou, em 2002, cerca de 57 mil € em passes sociais aos deputados da Nação. Tudo isto foi apurado numa auditoria feita ás contas da AR por parte do Tribunal de Contas. Mas há mais. Estes pagamentos não foram feitos perante nenhum comprovativo, ficando assim no ar a ideia que os deputados apalavram estes pagamentos com os serviços sem necessitar deles. Ou alguém já viu um deputado do PP a ir de metro para o Rato e depois apanhar o autocarro para descer a Rua de São Bento?

E EU? P.E.C.,senão "eles" andam ai...
publicado por sorraia.blog às 02:50

carlos paredes.jpg
A palavra por dentro da guitarra

a guitarra por dentro da palavra.
Ou talvez esta mão que se desgarra
(com garra com garra)
esta mão que nos busca e nos agarra
e nos rasga e nos lavra
com seu fio de mágoa e cimitarra.
Asa e navalha. E campo de batalha.
E nau charrua e praça e rua.
(e também lua e também lua).
Pode ser fogo pode ser vento
(ou só lamento ou só lamento).
Esta mão de meseta
voltada para o mar
esta garra por dentro da tristeza.
Ei-la a voar ei-la a subir
ei-la a voltar
de Alcácer Quibir.
Ó mão cigarra
mão cigana
guitarra guitarra
lusitana.
publicado por sorraia.blog às 02:48

Lembro-me agora que tenho que marcar / um encontro contigo, num sítio em que ambos / nos possamos falar, de facto, sem que nenhuma das / ocorrências da vida venha interferir no que temos para dizer. Muitas / vezes me lembrei de que esse sítio podia / ser, até, um lugar sem nada de especial, / como um canto de café em frente de um espelho / para reflectir a alma, a impressão da tarde, o último estertor do dia antes de nos despedirmos, / quando é preciso encontrar uma fórmula que / disfarce o que, afinal, não conseguimos dizer. É / que o amor nem sempre é uma palavra de uso, / aquela que permite a passagem à comunicação / mais exacta de dois seres, a não ser que nos falte, / de súbito, o sentido da despedida, e que cada um de nós / leve, consigo, o outro, deixando atrás de si o próprio / ser, como se uma troca de almas fosse possível / neste mundo. Então, é natural que voltes atrás e / me peças: "vem comigo", e devo dizer-te que, muitas / vezes, pensei em fazer isso mesmo, mas era tarde, / isto é, a porta tinha-se fechado até outro / dia, que é aquele que acaba por nunca chegar, e então / as palavras caem no vazio, como se nunca tivessem / sido pensadas. No entanto, ao escrever-te para marcar / um encontro contigo, sei que é irremediável o que temos / para dizer um ao outro: a confissão mais exacta, / que é também a mais absurda de um sentimento: e, por / trás disso a certeza de que o mundo há-de ser outro no dia / seguinte, como se o amor, de facto pudesse mudar as cores do / céu, do mar, da terra, e do próprio dia em que nos vamos / encontrar, que há-de ser um dia azul, de verão, em que / o vento poderá soprar de norte, como se fosse daí / que viessem nesta altura as cores mais precisas, / que são as nossas: o verde das folhas e o amarelo / das pétalas, o vermelho do sol e o branco dos muros."


"A diversidade das coisas é aquilo que me cria."
Francis Ponge, em citação lida em 1989.
publicado por sorraia.blog às 02:38

officialcar.jpg
44-95-VL...MERCEDES
Não sei quem conduzia este mercedes no dia 7 de Junho na IC19, no sentido Lisboa-Sintra. Sei apenas que praticava uma condução perfeitamente assassina, com ultrapassagens pela direita e pela esquerda a alta velocidade. Não sei se é um carro oficial, mas no vidro traseiro tinha um autocolante a toda a largura a dizer "official car". E se todos denunciassemos estes tipos? Não poderia a Direcção-Geral de Viação lançar uma campanha cívica contra aqueles condutores que nunca são apanhados a cometer imbecilidades em flagrante? Quem os denunciasse teria de se disponibilizar para testemunhar contra as criaturas e a partir de x denúncias a DGV despoletaria um processo legal contra os tipos... Que tal a ideia?

dhl.jpg

Outro. Desta vez uma viatura da DHL (13-77-XB), transportes expresso... Se a memória não me falha, foi a 2 de Julho, na IC16. O tipo devia pensar que por ser "expresso" podia vir a mais de 110 km/h (confesso que eu deveria vir a essa velocidade) na faixa da esquerda a fazer máximos a toda a gente para que lhe saíssem da frente... Acabei por reduzir para 100 km/h e fazê-lo esperar um pouco enquanto preparava a máquina. Lá mudei para a faixa da direita depois de 2 ou 3 toques de travão (que costumam ser suficientes para os acalmar...Já lá dizia o "Cruxe"...e com razão!). Quem é que contrata estes tipos?

E EU É QUE SOU OBRIGADO A MONTAR "LANTERNA" E TAXIMETRO...
Boa...
publicado por sorraia.blog às 02:27

Julho 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
15
16
17

18
19
21
22
24

28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO