14
Ago 04
Há coisas que me arrepiam e me deixam de cabelos em pé!
A notícia que se segue é mais uma delas:
Passadeiras com mensagens - Imagens impressionantes numa campanha para peões - Travessias críticas pintadas com alertas de segurança
É bem verdade que muitos peões atravessam fora dos locais apropriados e fora do tempo devido (com vermelho). No entanto, colocar mensagens para os peões nas passadeiras??? Será para os distrair? Será para aprenderem como serão projectados se forem atingidos por um automóvel? Será para o automobilista perceber de que forma poderá embater no peão??

Será que os nossos "governantes" ainda não entenderam que o que é necessário é reduzir as velocidades de circulação em determinados locais através de medidas de "acalmia de tráfego" e não apenas sobrelevando passadeiras?

Porque é que não gastam o "nosso" dinheiro de forma séria?
E ainda esse senhor "governador civil" afirmar que os peões "vão irritantemente devagarinho"!!!!! Não há pachorra para tanta incompetência.
publicado por sorraia.blog às 02:53

BUSH.jpg( Estive uns dias ausente..."carregar baterias"...esta é já antiga mas... )

(Tentei arranjar a notícia em português, mas os sítios de informação da nossa língua não acharam pertinente a mesma.)

President gaffes in terror speech
In his latest gaffe, President George W Bush has appeared to suggest that his administration is forever thinking up ways of harming the US and its people.
"Our enemies are innovative and resourceful - and so are we," the US president told a high-level meeting of Pentagon officials.
"They never stop thinking about new ways to harm our country and our people - and neither do we."
His comments came during a signing ceremony for a $417bn defence bill.
White House spokesman Scott McClellan said that Mr Bush's mistakes should reassure rather than alarm.
"Even the most straightforward and plain-spoken people mis-speak," he told the Associated Press.
"The American people know this president speaks with clarity and conviction, and the terrorists know by his actions he means it."
'Liked for his flaws'
According to Jacob Weisberg, who has made it his job to catalogue the gaffes commonly known as "Bushisms", even when Mr Bush trips over his words he does not always fall flat on his face.
"I don't think it does him any harm, because people who are appalled by the way he speaks tend not to like him for other reasons," he told the BBC's World Today programme.
Indeed, he says, his flawed public performances should not be misunderstimated - to borrow a "Bushism" - as they actually strengthen his bond with ordinary people.
"I think his inarticulacy is part of it, people identify with his problem. You know, its hard to speak in public - one makes mistakes, it can be embarrassing. And this bonds him to people."

(...Os nossos inimigos estão actualizados e poderosos...e nós também...!!!
...Eles não param de pensar em novos modos de fazer mal ao nosso Pais e ao nosso Povo...e nós também...!!!)

(Tradução possível)
publicado por sorraia.blog às 02:43

13
Ago 04
Os nomes que se seguem são reais, por mais incrível que possa parecer.
São passíveis de serem encontrados na base de dados de um banco português (balcão do Banco Espírito Santo) em Luanda:













- Liberdade de Jesus Narigueta Perna Torta Banha
- Cidália Calçada Descalça
- Norlinda Rapa Buraco
- Maria Ténia Viu Vultus
- Etelvina Vaca Cabeça
- Joaquim Cuecas
- Luis Fortes Lopes Carago
- Maria Teresa Rabo Bacalhau Molho
- António Agostinho Chouriço Junior
- Maria Bem Grosso
- Joaquim Bagina
- Paulo Puns Dá
- Maria Trombasia
- Ignácio Bufa Bucelato
- Maria Salva Um de Cada Vez
- José de Sousa Rabito Magro
- Maria Augusta Rata Seca









E a vencedora é:
- Maria Salva Um de Cada Vez
publicado por sorraia.blog às 14:22

12
Ago 04
CAN'T
Significa que não está frio
Exemplo: O café está can't.






- CAN
Usado por quem sofre de amnésia
Exemplo: Can sou eu?






- TO SEE
Onomatopeia que representa tosse
Exemplo: Eu nunca to see tanto na vida










- CREAM
Significa roubar, matar
Exemplo: Ele cometeu um cream












- DARK
Significa generosidade, dar
Exemplo: É melhor dark receber












- DATE
Vocábulo usado para mandar deitar
Exemplo: Date-se aí!












- DAY
Vocábulo usado para dar
Exemplo: Day-lhe um presente.










- ICE
Expressão de desejo
Exemplo: Ice se ela me beijasse!










- LAY
Norma a ser seguida
Exemplo: Roubar é contra a lay.












- MAY GO
Pessoa dócil, afável
Exemplo: Ele é muito may go














- MISTER
Sanduiche de queijo e presunto
Exemplo: Eu gosto muito de tosta mister


















- MONDAY
Vocábulo usado para ordenar
Exemplo: Ontem monday lavar o carro.














- MUST GO
Significa mastigar
Exemplo: Ele colocou a pastilha na boca e must go












- NEW
Sem roupa
Exemplo: ele saíu new de casa.














- PART
Lugar para onde mandamos as pessoas
Exemplo: Vá para o raio que o part!














- MORNING
Nem quente, nem frio.
Exemplo: Meu café está morning










- PACKER
Prefixo que indica bastante
Exemplo: Eu gosto dela packer-amba!














- PAINT
Artefacto para pentear o cabelo
Exemplo: Me empresta o paint.








- RIVER
Pior que feio
Exemplo: Ele é o river.








- SAD
Quando se precisa de água
Exemplo: No deserto as pessoas sentem sad.






- SHOW
Verbo que indica afirmação
Exemplo: Eu show eu!






- THE SMITHES
Mandar embora
Exemplo: O patrão the smithes quem não trabalha!














- TOO MUCH
Legume para fazer salada ou molho
Exemplo: Eu quero molho de too much.










- VAIN
Do verbo vir
Exemplo: Eles vain hoje?












- YEAR
Deixar, partir
Exemplo: Ele teve que year?
publicado por sorraia.blog às 13:04

Senhores GNR`S:






Não culpem ninguém pela minha morte. Deixei esta vida porque, dias mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco.







Explico porquê.






Senhores GNR`S, tive a desdita sorte de casar-me com uma viúva, a qual tinha uma filha. Se eu soubesse o meu destino, senhores GNR`S, jamais teria casado. Meu pai, para maior desgraça, era viúvo, e quis a fatalidade que ele voltasse a casar com a filha da minha mulher. Resultou que minha mulher tornou-se sogra do meu pai, minha enteada ficou sendo minha mãe, e meu pai ao mesmo tempo meu genro. Após alguns anos minha enteada deu à luz um menino, que tornou-se meu irmão, porém, neto da minha mulher, de maneira que eu fiquei sendo avô do meu irmão. Com o decorrer do tempo minha mulher também deu à luz um menino, que, como irmão da minha mãe, era cunhado do meu pai e tio do seu filho, passando minha mulher a ser nora da sua própria filha, e eu, senhores GNR`S, fiquei sendo pai da minha mãe, irmão do meu pai e do meu filho. Minha mulher ficou sendo minha avó, já que era mãe da minha mãe. Sendo assim, senhores GNR`S, acabei sendo avô de mim mesmo.








Portanto, senhores GNR`S, a coisa complicou-se tanto que resolvi desaparecer deste mundo.














Chiça !!! Então não é que o raio do homem tem razão.
publicado por sorraia.blog às 12:47

11
Ago 04
Jornalista da RTP:
"É trágico! Está a arder uma
vasta área de pinhal de eucaliptos!"
(trata-se de uma nova variedade
de árvores...)







Jornalista da TVI:
"As chamas estavam a arder".
(fantástico!!!)







Rodapé do Telejornal da SIC:
"O assassino matou 30 mortos."
(era para ter a certeza que e
stavam bem mortos...)







Jornalista da TVI:
"Foi assassinado, mas não
se sabe se está morto."
(nada melhor que pedir ajuda
ao assassino que matou 30 mortos!)







Jornalista da TVI:
"Estão zero graus negativos."
(Certo !!!)







Comentário de uma jornalista
sobre o caso Aquaparque:
"Os aquaparques têm feito,
durante este ano, muitas vítimas,
que o digam os dois mortos
registados este mês...".
(Chiça que é muito!)







Lídia Moreno - Rádio voz de Arganil:
"Quatro hectares de trigo foram
queimados... Em princípio trata-se
de um incêndio."
(em princípio, pois porque até
se pode tratar duma inundação...)








A meio de um relato de futebol:
"Chega agora a informação... o
jogador que há pouco saiu lesionado,
foi vítima de uma fractura craniana no joelho."
(mais um caso raro na medicina!!!)







Jornal da noite, Manuela Moura Guedes:
"Um morreu e outro está morto".
(sem comentários...)
publicado por sorraia.blog às 12:49

10
Ago 04
O Renault Twingo foi eleito o carro ideal para
berlaitar, revela um estudo da Autocity, um
dos principais sites espanhóis sobre
automóveis. Do Top 5 fazem ainda parte o
Ford Fiesta, o Fiat Punto, o Renault Clio
e o Seat Ibiza.






De acordo com a Autocity, o espaço no
interior da viatura debaixo do volante e
do porta-luvas, bem como o nível de
inclinação dos bancos foram as principais
características que o estudo teve em conta.
As provas foram realizadas utilizando um
casal de bonecos insufláveis que foram
colocados em várias e interessantes
posições de berlaitar.
Acho que há qualquer coisa de errado
no estudo, senão vejamos:


O espaço debaixo do volante?!
Bonecos insufláveis?!



Porque será que no Top 5 só há citadinos?!
Não seria mais confortável mandar uma,
num BMW Série 5, num Audi A6 ou num
Mercedes Classe E(mpreiteiro)?!




Eu pessoalmente recomendo um Fiat 600,
um pé no volante, outro na janela e já
sabem o resto... Eh Eh Eh !!!
publicado por sorraia.blog às 14:05

05
Ago 04
Outro dia, na casa de um amigo, senti aquela desagradável sensação no seio da face, anunciando um espirro. No meu caso, nunca é só um espirro, é sempre uma crise de seis, oito, às vezes mais. Algo que comumente irrita o meu interlocutor e a mim mesmo, talvez porque isto quase sempre aconteça quando o assunto é importante. Naquele dia, como em tantos outros, tapei as narinas com força, fechei a boca e prendi o infeliz. Foi então que o meu amigo quase brigou comigo, disse que aquilo era perigoso, que podia estourar uma veio do rosto, do pescoço, ou, quem sabe, de lugares, digamos, mais delicados. Até aí, tudo bem, já tinha escutado isso um monte de vezes. As pessoas – provavelmente as que não espirram -, são divulgadoras incansáveis destes mitos. Mas ele foi além, e disse que espirrar é bom para saúde e que, para o organismo humano, o espirro eqüivale a um orgasmo.

A crise desapareceu instantaneamente. Olhei demoradamente pra ele, tentando descobrir em seu rosto qualquer vestígio de gozar a situação. Ao contrário, ele começou a discorrer seriamente sobre o que chamou de “teoria cientificamente comprovada”. Tentei argumentar que talvez existissem exceções, e que eu fosse uma delas, porque no meu caso, podia garantir que não havia como relacionar uma coisa e outra. Mas ele não me ouvia e seguia, infrene, falando sobre coisas como terminações nervosas, descargas elétricas, fio terra e outras correlatas.

Parei para refletir sobre as vantagens e desvantagens deste - se for verdade - fato científico. A igreja resolveria o problema da contestação ao celibato. Os idosos e os impotentes já não dependeriam do viagra. Os solteirões convictos e os eremitas estariam muito bem sozinhos. Os homens e mulheres sexualmente insatisfeitos já não brigariam mais com seu cônjuges. Pra todos esses, uma dose diária de rapé controlada por um médico responsável resolveria o problema. Aliás, a indústria do rapé cresceria assustadoramente, seria construído um pólo, financiado pelo governo, que empregaria milhares de pessoas. Haveria, é claro, o contrabando e a falsificação do produto, mas tudo bem, a gente já se acostumou com essas coisas. Haveria também os viciados no pozinho do prazer, e cresceria o número de clínicas e médicos especializados no assunto. Para a economia, nada melhor.

Estaria finalmente esclarecido porque quando alguém não consegue namorar ninguém as pessoas dizem que “não apanha nem gripe”. E talvez o “saúde!” após um espirro passasse a significar um reconhecimento ao invés de um desejo. Poderíamos, então, revolucionar as saudações. Ao invés de desejar paz, saúde e prosperidade, seria paz, gripe e prosperidade. Diante de alguém com uma crise de espirro, ao invés de “melhoras”, diríamos: “não, sou casado!”. Willhem Reich levantaria do túmulo para reescrever seu “a função do orgasmo” e o transformaria em algo do tipo “a função do orgasmo e, na falta deste, do espirro”. Haveria impacto nas relações de trabalho. Se um chefe espirrasse durante uma conversa com a funcionária, poderia ser indiciado por assédio sexual, ou, quem sabe, por relações impróprias. O controle da natalidade teria um forte aliado. Seria o fim da vacina contra a gripe, mas, rapidamente, os laboratórios a substituiriam pela gripe em injeção, gripe em comprimidos, gotas, gel, etc. O cidadão está no sufoco, vai lá, faz uma nebulização e tudo bem, satisfação garantida ou o dinheiro de volta. Seria o fim da indústria da pornografia, do turismo sexual e da prostituição. Tudo seria substituído pelo rapé de boa ou má qualidade. Os melhores provocariam espirros mais fortes.

Meus pensamentos começaram a me dar dor de cabeça. Pedi licença e saí da sala para respirar um pouco e tomar um analgésico, não sem um certo receio da combinação espirro – cefaléia.
publicado por sorraia.blog às 03:21

A pocilga moderna aprendeu cuidadosamente a certificar o homem. Cientificamente, os tratados buscavam esquematizar a existência e os atributos morais em conceitos previamente estabelecidos, talvez por qualquer louco antecipadamente empírico, o homem foi bom naturalmente, a sociedade malévola – faz-se um esforço para entendê-la abstratamente - ou, sob determinadas circunstâncias, o homem é um ser vil que deve ser encarcerado, ou com um pouco de mitologia e uma pitada de Marx e Freud, o homem segue uma pulsão de morte ditada pela sociedade.

Qualquer especulação moderna por excelência que recupere a tradição de tirar a cabeça do corpo segue o principio pré-estabelecido do sujeito que entendeu como uma proposição universal, mas que só tem fundamento em si mesmo, numa analise pessoal e sincera de sua neurose. Falta aos estudiosos, cuja pretensão fala por si, que estudem o homem como uma possibilidade, não sendo mau, nem naturalmente bom; a possibilidade seria como educá-los através da virtude, o questionamento socrático evidenciado no Mênon de Platão.

Educar para a virtude significa que os estudiosos esquecerão definitivamente de operacionalizar os vícios humanos através de programas sociais, incentivos à educação nacional, abandonarão seus trabalhos sobre demolição da linguagem e sua pedagogia do oprimido. O mote é claro: não se faz homens maduros reconstruindo sua natureza, primeiro permite-se entendê-la como seja, como o homem pode ser ensinado para que ele seja um reflexo para a sociedade e Estado. Reconstrução da alma humana é perversão de poder, subterfúgio que se usa para conquistar, através da analise da crise, um meio para dominação do espírito e a instrumentalização das paixões; menina dos olhos dos Estados totalitários. Qualquer excrescência do tipo deve ser abolida em prol da boa tradição clássica que preserva o primado da individualidade humana, observa o homem como uma totalidade e o coloca não como centro principal de utopias, mas como modelo para uma educação voltada para o aperfeiçoamento das virtudes.

Para tanto uma leitura das obras clássicas de Platão e Aristóteles é imprescindível e que, posteriormente, não se esqueça da vivência que destas se apreende. Parece-me que os clássicos aprenderam antigamente com os sofistas do seu tempo o que estamos repetindo atualmente: não retirar a cabeça do corpo e saber que discurso pré-fabricado transforma homens em bom administradores de pocilga.
publicado por sorraia.blog às 03:19

tommy01.jpg
Actores e Personagens...

Ann Margret: Miss Walker
Oliver Reed: Frank
Roger Daltrey: Tommy
Eric Clapton: Padre
John Entwistle: Ele mesmo
Pete Townshend: Narrador
Paul Nicholas: Primo Kevin
Tina Turner: Acid Queen
Keith Moon: Tio Ernie
Elton John: Pinball Wizard
Jack Nicholson: Doutor
Robert Powell: Capitain Walker

Homenagem dos "Simpsons" aos The Who...
tommy02.jpg
publicado por sorraia.blog às 03:05

Agosto 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
21

22
25

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO