05
Set 07
A II Taça do Município de Benavente congregou um total de 2862 euros, verba destinada a Vânia Correia, jovem tetraplégica de Porto Alto que parte a 9 de Setembro para realizar tratamentos em Cuba. O Grupo Desportivo de Benavente conseguiu reunir 875 euros, a Associação Recreativa do Porto Alto (AREPA) 845 euros, o Grupo Desportivo de Samora Correia 657 euros e o Sport Clube Barrosense 400 euros. O montante apurado pelos quatro clubes foi realizado através de rifas, publicidade e donativos de atletas, dirigentes e anónimos, um dos quais doou 500 euros. A esta verba, junta-se os 85 euros provenientes da receita do bar. A entrega do montante teve lugar quinta-feira nas Piscinas Municipais de Benavente. Em representação dos quatro clubes, a vereadora da Câmara Municipal de Benavente, Clarisse Castanheiro, entregou um cheque de 2862 euros a Vânia Correia, que anteriormente conseguiu reunir cerca de 28.500 euros em causas de solidariedade. A II Taça do Município, que se realizou a 25 e 26 de Agosto no Complexo Desportivo dos Camarinhais, foi ganha pelo Grupo Desportivo de Benavente após derrotar a AREPA na final, por 1-0.
Fonte : Jornal O Mirante
Os meus parabéns á disponibilidade do GDBenavente,do GDSamora Correia,da AREPorto Alto e do SCBarrosense.O futebol também é um veículo de solidariedade quando quem gere clube e entidades camarárias,no caso,estão de mãos dadas.Um exemplo a seguir.
publicado por sorraia.blog às 16:25

Não seria bom que a Junta de Freguesia do Biscainho,enviasse um ofício - já deve ter mandado com certeza - á Câmara Municipal de Coruche,para que esse orgão prestasse um pouco de atenção á degradação da Estrada Municipal 515? É que pelo andar dos tempos,muito em breve a EM estará quase que destruída a nível de pavimento.

Não seria bom lembrar a C.M.C.,para estudar a colocação de sinalização por meio de semaforos na Estrada Municipal 515? - o excesso de velocidade continua a ser ali praticado e qualquer dia acontece o inevitável - .

Não seria bom,alguém dar atenção á Estrada Municipal 515?
publicado por sorraia.blog às 16:09

Pese embora,a pesada derrota por 0 - 6,no passado domingo no Estádio Professor José Peseiro em Coruche,frente á equipa das Fazendas das Figueiras,o A.C.B. deu boa conta de si,o que parece um contrasenso,mas não é.
Com poucos treinos nas pernas,a equipa está no caminho ds adquirir a boa forma fisica que lhe vai dar para colmatar deficiências de outra ordem e para além disso,não é num jogo que se avalia uma época que se avizinha.
A pesada derrota irá servir como mais um estímulo para uma caminhada difícil que se aproxima e talvez a "aquisição" de três ou quatro "pedras-chave" viesse dar uma mais valia,mas afinal isto é só a minha opinião.
A equipa técnica comandada pelo treinador Vítor,já tem delineado o que fazer sobre isso,até porque delineada também está a pré-época do A.C.B..
No que respeita a instalações já se pode ver á distência a nova pintura dos balneários e o bom trabalho em termos de equipamento desportivo continua.
Que venham os resultados.
publicado por sorraia.blog às 16:03

O estudo da Confederação Industrial Portuguesa já foi entregue ao Governo e ao Presidente da República e defende um estudo aprofundado desta alternativa e Augusto Mateus – antigo ministro socialista e coordenador dos estudos sobre o ordenamento das actividades a desenvolver em torno da Ota – disse, também, na semana passada, que a hipótese "Campo de Tiro de Alcochete" devia ser muito bem estudada - só não ouviu estas palavras quem estava desatento e quem as não queria ouvir -, porque dista poucos quilómetros da Ponte Vasco da Gama e está, por isso, a pouco mais de 20 quilómetros de Lisboa.
Para quem se lembra,como eu e muitos outros,já na década de 90 se defendera a hipótese de localização do futuro aeroporto na área do "Campo de Tiro de Alcochete", julgo que esta opção poderia ser muito vantajosa para o Estado, porque já é proprietário dos 7500 hectares do Campo, que seriam suficientes para o aeroporto – na Ota vão ser usados 1800 hectares – e para múltiplas actividades envolventes, podendo a alienação de terrenos públicos para esses fins gerar mais-valias que chegariam para pagar as despesas que o Estado vai ter com este empreendimento e acumular ainda receitas.
E depois,o "Campo de Tiro de Alcochete" não está abrangido por nenhuma servidão, a não ser a militar, nem integrado em nenhuma área de protecção ambiental e, ao contrário de Rio Frio, tem poucas áreas de montado de sobro e bastante dispersas.
E ficamos por aqui.Por agora.
publicado por sorraia.blog às 15:55

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
pesquisar
 
blogs SAPO