04
Jan 06
O proprietário da Ourivesaria Central, em Benavente, foi violentamente agredido por um grupo de assaltantes na quinta-feira, dia 22, cerca das 22h00. É o segundo assalto ao mesmo estabelecimento no espaço de um ano. Em Dezembro de 2004 o dono do estabelecimento também teve que ser assistido no hospital.
Segundo a GNR, que tomou conta da ocorrência, o assalto aconteceu numa altura em que o proprietário da ourivesaria estava a fechar a porta do estabelecimento para ir para casa. O comandante da secção de investigação criminal do grupo territorial de Santarém explicou que a vítima foi agarrada por trás, na zona do pescoço, e introduzida à força no interior do estabelecimento.
Os assaltantes, para evitar que o dono do estabelecimento gritasse, colaram-lhe uma fita adesiva na boca. As agressões terão sido concretizadas com recurso a objectos contundentes, que não foram encontrados no local.
A gravidade das agressões obrigou a que o proprietário da ourivesaria fosse transferido para o Hospital de S. José, em Lisboa, depois de assistido no Centro de Saúde de Benavente.
Os assaltantes levaram todos os artigos que estavam na montra, bem como diversos objectos de ourivesaria que se encontravam dentro de um cofre numa das dependências do estabelecimento inacessível ao público. O que leva a crer que os assaltantes já conheciam o espaço.
No dia 9 de Dezembro do ano passado, cerca das 16h30, três homens de rosto descoberto entraram dentro do estabelecimento comercial e levaram tudo quanto puderam. O assalto rendeu cerca de 100 mil euros em artigos diversos.
Na altura os autores do assalto empunhavam armas de fogo e também agrediram violentamente o proprietário da ourivesaria que teve de ser assistido no local por uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), sendo depois transportado para o hospital.
O caso foi entregue à Polícia Judiciária, desconhecendo-se ainda o resultado das investigações.
A ourivesaria encontra-se praticamente no centro da vila, junto à Estrada Nacional 118, onde passam milhares de pessoas e veículos por dia.
O crime de roubo está previsto no Artigo 210º do Código Penal. “Quem, com ilegítima intenção de apropriação para si ou para outra pessoa, subtrair, ou constranger a que lhe seja entregue, coisa móvel alheia, por meio de violência contra uma pessoa, de ameaça com perigo iminente para a vida ou para a integridade física ou pondo-a na impossibilidade de resistir, é punido com pena de prisão de 1 a 8 anos”.
A pena sobe para prisão de 3 a 15 anos se for produzido perigo para a vida da vítima. E se resultar na sua morte, o autor pode ser condenado com uma pena entre 8 e 16 anos de prisão.
publicado por sorraia.blog às 14:38

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

pesquisar
 
blogs SAPO